A sensibilidade dentária – problema que afeta 57% da população adulta – pode ocorrer em duas circunstâncias distintas: quando ocorre uma erosão do esmalte do dente e quando a gengiva se retrai. No primeiro caso, o dano a essa capa dentária faz com que ela deixe de ser impermeável. Com isso, a dentina, estrutura mais profunda do dente, começa a se expor. Ela é cheia de terminações nervosas que, em contato com altas ou baixas temperaturas, disparam sinais dolorosos.

No caso da gengiva, se é agredida por bactérias ou por uma escovação brusca demais, ela inflama e passa a se retrair. Ao diminuir de tamanho, esse tecido deixa parte da raiz do dente, que não tem esmalte, descoberta. E a própria dentina também fica exposta, sofrendo em contato com alimentos em extremos de temperatura.

Quais são as causas da sensibilidade dentária?

Entre alguns dos fatores que podem contribuir a sensibilidade dentárias estão:

  • Escovação muito forte ou uso de uma escova de dentes com cerdas duras: Mão pesada na hora da limpeza bucal faz a gengiva se retrair em busca de proteção, deixando a sensível dentina desguarnecida.
  • Má higiene: Restos de comida dão brecha a bactérias por trás de erosão dentária, retração nas gengivas e cáries – aí o dente fica exposto.
  • Bruxismo: o desgaste do dente, expõe dentina e por isso o paciente sente sensibilidade.
  • Dente quebrado: Uma rachadura ou o buraco de uma obturação que caiu são o suficiente para expor a dentina e provocar dor.
  • Dieta ácida: Frutas cítricas demais e refrigerantes, por exemplo, alteram o pH bucal. Se estiver baixo, ele abre portas para que a acidez corroa os prismas, “tijolos” que formam o esmalte dentário. Desse modo, o dente fica sem a camada de proteção.
  • Sensibilidade dentária temporária, que pode ocorrer depois de um tratamento de clareamento dental profissional, porém comumente desaparece pouco tempo depois de completar o procedimento.

Se apresentar qualquer indicio ou sintoma de sensibilidade dentária, visite a seu dentista imediatamente para uma avaliação adequada.

Como tratar e prevenir a sensibilidade dentária

Visite a seu dentista profissional para uma avaliação adequada e encontre os melhores passos para realizar seu tratamento.

A seguir apresentamos alguns passos que pode fazer para tratar e prevenir a sensibilidade dentária:

  1. Use uma escova com cerdas suaves, para ajudar a prevenir a perda das gengivas.
  2. Escove com um creme dental para dentes sensíveis, que continuará eliminando a placa, para limpar os dentes enquanto oferece alivio à sensibilidade.
  3. Escove e use fio dental duas vezes por dia para prevenir a perda das gengivas.
  4. Limpe todas as partes da sua boca, incluindo o espaço entre os dentes e ao longo da linha das gengivas.
  5. Evite consumir alimentos e bebidas ácidas.
  6. Visitar o dentista para diagnóstico e possíveis tratamentos.

Quando se tratar de sensibilidade dentária, uma boca mais sadia começa com bons hábitos de escovação.

Ainda tem dúvidas? Me chame no Whatsapp:

      (91) 98152-8805

Foi útil a informação? Seja o primeiro a comentar.